quarta-feira, junho 13, 2007

Meu aniversário do outro lado do oceano



Hoje é meu aniversário (14 de junho). Sempre gostei de aniversários. Comemorar a vida, reunir amigos, balanços, avaliações, tornar realidade velhos sonhos e alçar novos vôos. Pela primeira vez estou comemorando longe da minha cidade, de familiares, e amigos, longe do meu país. Por motivos de trabalho atravessei o oceano viajei por quase 14 horas e estou em Nairóbi, capital do Quênia, na África Oriental. São sucessões de novidades, lugares exóticos, pratos inusitados, gente diferente e muitas sensações inesperadas. Foi um longo vôo de São Paulo até a África do Sul, duas horas de espera no grande aeroporto de Joanesburgo e mais cinco horas para chegar ao destino. Estou demorando em acostumar com o fuso de seis horas para frente.

Existe uma lenda de que aqui é o lugar onde viveram Adão e Eva. A abundância de animais leva a uma suposição de que o Rift Valley (Vale da Grande Fenda em uma tradução literal), que é uma depressão de 6.000 quilômetros de extensão que rasga o Quênia e boa parte da África, é o mesmo Jardim do Éden que a Bíblia se refere no livro do Gênesis. As descrições do Velho Testamento coincidem com certas áreas do Quênia e há, no mundo acadêmico, vários estudos arqueológicos e teológicos corroborando essa teoria. Sabia muito pouco do Quênia antes de chegar e apesar de ler e pesquisar um pouco fiquei surpreendido. Do simples e pequeno aeroporto até o hotel se notam amplos terrenos vazios, lembrando as fazendas de pasto do interior do Rio Grande do Sul. O trânsito anda emperrado, e se avistam ambulantes vendendo de tudo, vans que servem de meio de locomoção lotadas de gente cansada retornando para casa. A cidade abriga a maior favela da África, chamada Kibera com um milhão de habitantes, numa área que envolve 12 municípios.

A sensação mais estranha aqui é se sentir destacado, chamando a atenção pela cor da pele. Ando pelas ruas, entro em lojas, paro em cafés e só encontro negros. Homens e mulheres de idades variáveis, crianças, pessoas idosas, pobres, funcionários, motoristas, homens de terno, mulheres elegantes, todos com a pele escura. Tenho a impressão de que acabo chamando a atenção demais e, tímido, acabo me constrangendo. A colonização inglesa, que usurpou as riquezas naturais, deixou marcas profundas no povo, que fala um inglês difícil de ser entendido: a mão direita no volante dos carros, o açúcar em cubos, algumas expressões em inglês. Me sinto alvo de uma atenção imensa, as vezes demasiada, por onde eu passo que não sei identificar se é cortesia ou ainda um sentimento de subserviência enrustida, fruto de um enquadramento cultural de décadas. Imagino como se sente um oriental caminhando em Salvador ou um negro pelas ruas da serra italiana ou alemã do sul do Brasil, quase que apontado na rua.

Assisti a um filme, na primeira parte do vôo, chamado “O Astronauta Farme”, que conta a história de um fazendeiro do Texas que resolve montar um foguete. Enfrentando a descrença da cidade, a ironia dos amigos, o senso do ridículo e contando só com o apoio da família, ele segue em diante em busca do seu sonho, sem desistir. Enfrenta percalços, sofre arranhões, mas no final consegue seu intento e isto vale todo o esforço. Os sonhos são como bússola a nos guiar na vida, não desistir deles é manter o rumo no norte, mesmo nas adversidades, em busca do que se quer. Neste dia especial eu renovo os meus, num dos berços da humanidade e peço aos deuses africanos que me abençoem e me dêem um Feliz Aniversário com muitos sonhos realizados.

10 comentários:

MaxReinert disse...

Rapaz....nem sabia que era seu aniversário!!! Parabéns... Felicidades, hoje e sempre!bjzzzzzzz

Depois, imagino sua situação aí... já passei por uma situação parecida... meio "além da imaginação"... parece que as nossas percepções ficam meio confusas... mas acho que é primordial passar por estas experiências para compreender o verdadeiro sentido da palavra "diversidade"!

Aproveite seus dias de "unique"!!!
Oras, deve ter bastante gente interessada em entender e realizar novas experiências!! Enjoy!!!!

Carlos César disse...

Caro Liandro,

Primeiramente quero te desejar um feliz aniversário e dizer que se por um lado o corpo se desgasta,por outro a alma não envelhece, mas torna esse mesmo corpo sensivel e cheio de significados para aquilo que é eterno.Mais do que comemoração do corpo, é uma comemoração da alma.
Estás em minhas orações.
Suplico a Deus copiosas bençãos a você nesse dia e nessa sua viagem.

Enriquece-nos com seus textos.

Um forte abraço,
do seu novo amigo

CARLOS CÉSAR

gustavobernardes1 disse...

Que presente de aniversário essa viagem. Uma grande oportunidade de conhecer uma cultura diferente, ter novas experiências.Isso é que é presente!
Adorei saber que tu está bem aí na África! Feliz aniver!

Anderson disse...

Feliz aniversário!! :-))

clinger disse...

salut mon cher!

je te souhaite dans ce jour de tout mon coeur, un joyeux anniversaire et que Dieu te donne tous les benedictions que tu pourras les avoir!
Bises!
Clinger

Adlene disse...

Liandro, adorei a crônica. A sensação é que caminhava também pelas ruas de Nairobi. Te desejo um dia muito especial e cheio de bençãos. Felicidades.

claudia q. disse...

Mais uma vez, Feliz Aniversário!(já te mandei um recado no orkut...).Bem geminiano mesmo, passar a revolução solar em um lugar tão distante e diferente!Aproveita!Beijão.

Luciane disse...

Nossa migo amei...vc sabe né.. sou sua fâ...super feliz niver... bjs

André Ln disse...

Ola.
Que bom saber, que vc esta bem ai, mesmo estando distante do seu país.
Feliz aniversario, sucessos na sua viagem, e que venha mais oportunidades dessas para vc.
Estou te esperando aqui em brasilia.

Abraços querido, e fique bem !

Anônimo disse...

Liandro
Feliz Ano a sua pessoa.. Tipico de geminiano passar o aniversário longe, em um local nunca antes visitado. Anos passados fui jantar com uma familia de pele escura. Todos sentados no chão, a comida em tijelas em cima de uma mesa de centro, E dai eles comiam com as mãos. Quando cheguei em casa comentei com a minha mãe. Agora sei o que um negro sente em uma reunião de brancos.
Aqui muito seco e quente durante o dia a noite frio. Igual o deserto.
Estou te esperando em Brasilia e vamos comemorar este niver. Aproveitarei a oportunidade para rever meus amados.Voce pode me dizer o nome daquele vinho que trouxestes qdo aqui veio com geruza e cia ltda?
LUZ e PAZ